Abstract Linear Background_edited.jpg
LINA_BLOG__-05_edited.png
LINA_BLOG-06.png

Quanto custa ter um companheiro pet?


Durante a Pandemia, vimos os números de adoções de pets aumentar. O amor e atenção que eles nos proporcionam trouxeram acalento aos momentos em que tivemos que passar sozinhos. No início da quarentena, a adoção de cães e gatos aumentou 50%, segundo ONGs animais. Porém, ao final de 2021, a porcentagem de abandono foi para 61%, o que acende um alerta na hora da adoção.


“Por causa da pandemia, muitos estão deixando seus pets por questões de mudanças de casa, de cidades, separações, perda de emprego e, principalmente, por questões econômicas. Ou seja, pela consequente incapacidade de manter o animal causada pela grave crise social-econômica que estamos vivenciando” disse Rosangela Gebara, gerente de projetos da Ampara Animal.


Esses dados demonstram que, entre outros fatores, há falta de conhecimento sobre os custos de um pet. Muitas são as causas do abandono, entre elas estão problemas comportamentais, mudança no espaço e rotina do tutor e o retorno das atividades profissionais presenciais.


Mas afinal, quanto custa ter um pet?

Vários fatores devem ser levados em consideração: espécie, doenças crônicas pré existentes, tamanho e cuidados mensais, além dos custos fixos que devem ser incluídos em seu orçamento: alimentação, consultas veterinárias, brinquedos, petiscos e tempo - isso mesmo, seu tempo livre para dar a atenção que ele necessita.


Segundo levantamento do Instituto Pet Brasil, o gasto mensal de um cachorro de porte médio é de R$380,00, podendo chegar a R$450,00 para os de grande porte. Os gatos tem um custo mensal menor: em torno de R$220,00. Isso sem considerar custos extras com vacinas, consultas e até creche, já que o Home Office pode deixar de ser uma opção para os donos. Ta explicado porque a industria pet no Brasil faturou R$ 27,2 bilhões em 2020!

Por isso, ao decidir adotar um pet, independente de cachorro ou gato, é importantíssimo listar as despesas. Um primeiro passo é pesquisar os valores da região onde você mora, como veterinários, ração, vacinas, castração, etc. Isso te ajudará a visualizar melhor quanto do seu orçamento será destinado ao pet e se isso é viável para o seu momento de vida.


Ter um bichinho de estimação é coisa séria e, quando você decide se tornar responsável por um, você deve ter todos esses pontos em mente, para dar a melhor vida possível ao seu companheiro - que vive por anos.




5 visualizações

Posts recentes

Ver tudo